Acidentes de trabalho: como a tecnologia ajuda na prevenção

Acidentes de trabalho e a tecnologia

Você consegue se imaginar fazendo qualquer atividade do seu dia a dia sem o auxílio da tecnologia? Das máquinas a vapor até os smartphones e a internet, ela já mudou a forma como nos comunicamos e até mesmo como buscamos prevenir acidentes de trabalho.

É tanta mudança que é difícil se imaginar passando um dia inteirinho sem usar qualquer tipo de tecnologia, certo? E a verdade é que nem precisamos, uma vez que a tendência é que ela faça cada vez mais parte do nosso dia a dia, ajudando a solucionar problemas, superar desafios e otimizar as atividades.

Dentro das empresas, todas as áreas podem se beneficiar da tecnologia de uma forma ou outra, inclusive o setor de SST. Isso porque, de acordo com a FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) ligado à USP, os custos com acidentes de trabalho no Brasil ultrapassem R$100 bilhões ao ano. Um valor que pode ser reduzido com prevenção e o auxílio das novas tecnologias.

As principais causas de acidentes de trabalho no Brasil

Segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, entre 2012 e 2018 o Brasil registrou mais de 4,26 milhões de acidentes de trabalho. Além disso, só nos últimos anos o número de colaboradores afastados do posto por doenças ou lesões relacionadas ao trabalho aumentou em 25%.

Portanto, fora os óbvios riscos a saúde e integridade física dos trabalhadores, os acidentes de trabalho também vem com altos custos para os empregadores. Dentre as principais causas, nós temos:

Quedas em Altura

A mais comum em diferentes setores, sua causa e gravidade pode variar desde inadequações do local de trabalho até imprudências por parte do colaborador.
Ferramentas inadequadas: um acidente de natureza física que, muitas vezes, é causado pelo mau estado de conservação das ferramentas ou inexperiência do colaborador no seu manuseio, por exemplo.

Movimentos repetitivos

as mais comuns são as Lesões por Esforço Repetitivo (LER), os Distúrbios Osteomusculares Relacionado ao Trabalho (DORT) e possíveis problemas respiratórios.

Choques elétricos

Esse tipo de acidente é comum para quem trabalha com manutenção predial, construção civil e nas rotinas de fábricas.

Não uso de EPIs adequados

Certos ambientes e situações exigem o uso de EPIs (equipamentos de proteção individual) e mesmo EPCs (equipamentos de proteção coletivo) e o uso incorreto (ou não uso) deles pode acarretar acidentes e mesmo óbitos.

Por isso, a capacitação, prevenção e conscientização dos colaboradores se mostra uma das formas mais fáceis e eficazes de garantir a segurança de todos. Sendo assim, a tecnologia pode ser um grande aliado, seja com treinamentos, entregando dados ou mesmo oferecendo ambientes seguros e favoráveis ao aprendizado.

Deixe a tecnologia te ajudar com a prevenção dos acidentes de trabalho!

A tecnologia veio para ficar, então por que não usá-la a seu favor? Já passou da hora de modernizarmos as áreas de saúde e segurança do trabalho, favorecendo a prevenção aos acidentes de trabalho.

Aqui nós acreditamos na tecnologia como auxiliar para a educação corporativa e prevenção, conscientização e manutenção da saúde segurança dos trabalhadores.

Por isso, fazemos uso de simuladores para oferecer, de forma segura e em um ambiente controlado, uma experiência cada vez mais próxima da real para capacitar trabalhadores da área de SST.

Clique aqui e assista uma aula grátis!

Fonte: Portal Escudo

Acidentes de trabalho: como a tecnologia ajuda na prevenção

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo